Olá Homelabers,

Bom… aconteceu.

Após anos usando exclusivamente e full time um Macbook Pro eu decidi retornar para o Windows.

Mas e agora? Nesses próximos posts vou falar sobre os motivos da migração e o que estou fazendo para me adaptar e adaptar o meu workflow no Windows e compartilhar a minha experiência aqui com vocês.

Eu piloto um Macbook Pro diariamente desde 2015-2016 e estou super adaptado e inserido ao ecossistema da Apple. Meu telefone integra com o notebook, que atende ligações, manda sms, sincroniza, etc, etc.

Tudo o que eu precisava fazer, conseguia fazer no Mac sem nenhum problema.

Mudou porque?

Quem acompanha o blog, sabe que há alguns meses deixei de trabalhar de home office. Sair de casa todos os dias, carregar o mac, pesado e caro demais para ser roubado.

Preciso de algo leve, com uma configuração decente e que atenda minhas necessidades e não seja muito caro.

Minhas necessidades:

Eu precisava de algo para carregar na mochila e onde eu poderia escrever posts para meu blog, rodar uma ou duas VMs, gerenciar meu Lab, rodar alguns containers Docker, Office, e-mail, etc. Nada fora da curva.

  * Leve, pequeno e portátil
  * Custo relativamente baixo
  * Relativamente potente

Olá Surface!

Acabei comprando um Microsoft Surface usado com as seguintes configurações:

  * Surface Pro (5th Gen) Model 1796 i5
  * Processador Intem Core i5-7300U @ 2.6GHz-2.7GHZ
  * 8 GB RAM
  * SSD 128GB
  * Monitor 12 polegadas com uma resolução bem decente de 2736 x 1824.

Mais informações aqui e aqui

E o Surface marcou todos os pontos até o momento. É pequeno e leve ( 800 gramas e do tamanho de uma folha A4) e relativamente “potente”.

Eu estou adorando o meu Surface (eu já tive um do primeiro modelo - Surface RT). Exige um pouco de adaptação, mas nada que alguns dias para pegar o jeito.

O teclado é um pouco menor do que o teclado do meu Macbook Pro - MAS muito melhor do que aquele teclado BOSTA do Mac.

O tamanho da tela também é um ponto negativo, mas a resolução acaba ajudando.

Sobre processamento, para o que eu estou usando, está perfeito. Não da para subir um lab vSphere nele, mas da para brincar.

Eu até tentei usar o Macbook Air 13 da minha esposa, mas não atendeu os meus requisitos. Rodava MacOS – zero adaptação – mas com apenas 4GB de RAM ficava praticamente impossível de utilizar para qualquer coisa que não fosse um browser com 2-3 tabs abertas.

A adaptação

Como falei acima, há anos que não uso um computador Windows full time e até o momento posso dizer que o Windows 10 não está me decepcionando. O último Windows que usei full time foi o XP e a diferença é da água para o vinho – até agora.

As principais adaptações que tive de fazer foram o teclado, as teclas de atalho e a posição das coisas. No primeiro momento tentei customizar ao máximo o Windows para ficar o mínimo possível “parecido” com o MacOS – sem usar temas ou muitas gambiarras.

Estou me forçando a usar as teclas de atalho do Windows para agilizar as coisas e tem funcionado.

Pretendo escrever mais alguns posts descrevendo a minha adaptação de migrar do MacOS para o Windows aqui no blog, assim acredito que irei ajudar outras pessoas na mesma situação. Então, fique ligado!

Você já migrou do MacOS para o Windows? Como foi a sua adaptação? Deixe nos comentários suas dicas para mim :)

[caption id="attachment_5939” align="aligncenter” width="644”] Faltou espaço para mais adesivos :)[/caption]

Compartilhe esse post nas redes sociais...

Valdecir Carvalho

Nerd e pai orgulhoso da Mariana e João. Profissional Sênior de TI com foco em arquitetura de infraestrutura e cloud computing. Blogueiro, podcaster, palestrante, amante de comunidades técnicas, fotógrafo aposentado e adora jogos antigos.

#vExpert · #VMUGLeader · #VUGBrasil · #vBronwBagBrasil · #VeeamVanguard